# exbição dos curtas-metragem 'Tinta Seca' e “Agali Awamu - Reinventando Ciclos'

Dia 12 (terça) - 19h30

Tinta Seca (Ficção)” - São João da Boa Vista, 2018, Duração: 15 min, Direção: Ana Divino

Tinta Seca é uma produção independente, curta-metragem, rodado no interior de São Paulo com artistas locais, que mistura ficção e documentário. O curta aborda a contemporaneidade e o reflexo do tempo nas pessoas e nas relações mais íntimas. Lia e Pietro, um casal inspirado em Colombina e Pierrot da Commedia Dell'arte, vivem uma relação íntima e estão em uma fase de questionamentos. Eles fazem um jogo poético e filosófico que revela essa relação em cenas que misturam a convivência física e virtual dos personagens. A ficção se mistura à realidade no momento em que os personagens param para assistir a depoimentos dos atores do filme respondendo a alguns questionamentos abordados durante o curta, sobre a vida, o tempo, a juventude, o envelhecimento e as gerações.

Agali Awamu - Reinventando Ciclos” - Uganda, 2017, Duração: 30 min, Produção: Escola em Uganda

Esse documentário produzido pela sanjoanense Elisa Pires, que estará presente na sessão, retrata a primeira fase do projeto "Escola em Uganda" no vilarejo de Kikajjo, em Uganda. Por demanda da população em construir uma nova sede para a escola St. Mary, jovens brasileiras iniciaram primeiramente um trabalho com os professores, crianças, famílias e líderes comunitários. O projeto tem como base a Psicologia Social Comunitária e durante todo o ano de 2017 foi realizado grupos reflexivos e acompanhamento da dinâmica escolar, sempre caminhando lado a lado com a população local.

Veja Também

21

Camerata 1º Movimento

Saber mais +

26

Chão Bruto

Saber mais +

30

7º ENCONTRO REGIONAL DE BAIXISTAS E GUITARRISTAS DE SJBVISTA

Saber mais +
Voltar